Seja bem-vindo ao InfoCristão, o portal gospel da família brasileira!
quinta-feira , 30 maio 2024
Destaques

Pastores oram por Israel após ataque de drones e mísseis do Irã

Pastores oram por Israel após ataque de drones e mísseis do Irã
Cúpula da Rocha, na Cidade Velha de Jerusalém, e a bandeira de Israel (Fotos: Canva Pro – Montagem/FolhaGospel)

Líderes cristãos proeminentes em todo o mundo estão pedindo urgentemente orações pela paz e segurança em Israel depois que o Irã iniciou um ataque aéreo significativo contra Israel, lançando centenas de drones e mísseis no início deste domingo, 14, intensificando as tensões regionais existentes e empurrando o Oriente Médio para um conflito mais amplo.

As autoridades de segurança informaram que os lançamentos do Irã incluíram mais de 300 drones, mísseis balísticos e mísseis de cruzeiro, um ataque descrito pelas forças armadas de Israel como potencialmente escalando para níveis de conflito maiores, informou a Reuters. Apesar do grande número de lançamentos, os avançados sistemas de defesa de Israel interceptaram com sucesso a maioria dessas ameaças.

De Teerã, os Guardas Revolucionários Iranianos confirmaram os ataques, enquadrando-os como retaliação a um ataque em 1º de abril contra seu consulado em Damasco, que resultou na morte de dois oficiais de alto escalão. Embora Israel tenha mantido silêncio sobre as alegações de seu envolvimento, o incidente provocou uma resposta internacional considerável, com o presidente Joe Biden afirmando um forte apoio a Israel.

Orações por Israel

Líderes religiosos proeminentes expressaram suas preocupações e clamaram pela paz.

O pastor Greg Laurie, da Harvest Fellowship, na Califórnia e no Havaí, destacou o significado bíblico dos ataques.

“Como evangélicos americanos, queremos que nossos amigos judeus saibam que apoiamos a pátria judaica e seu povo”, escreveu Laurie no X. “Esse ataque vem na esteira do terrível ataque do Hamas, que é um representante do Irã, contra Israel em 7 de outubro.”

Ele acrescentou: “Oramos para que Deus todo-poderoso proteja Israel nesta hora e devemos ‘orar pela paz de Jerusalém’ (Salmo 122:6). Um dos sinais do fim dos tempos é o aumento do antissemitismo e o crescente isolamento do Estado de Israel.

Da mesma forma, Jack Hibbs, um pastor sênior, também relacionou os eventos atuais com as profecias bíblicas.

“Esse pode ser [o] gancho que será colocado na mandíbula de Gogue… que seria a Rússia. … E se a Rússia se envolver, poderemos ver o desenrolar de Ezequiel 38. (…) Muitos grandes estudiosos acreditam que o Arrebatamento pode acontecer antes da batalha de Ezequiel”, disse Hibbs, da Calvary Chapel Chino Hills, em um vídeo postado no X, pedindo a seus seguidores que espalhem a palavra e orem.

O apresentador de rádio, Pe. Calvin Robinson, escreveu: “Deus Todo-Poderoso, de quem procedem todos os pensamentos de verdade e paz; Kindle, nós te pedimos, em cada coração o verdadeiro amor pela paz; e guia com tua sabedoria pura e pacífica aqueles que tomam conselho para as nações da terra; para que em tranquilidade teu reino possa avançar, até que a terra esteja cheia do conhecimento do teu amor; por Jesus Cristo, nosso Senhor. Amém.”

O reverendo Johnnie Moore, presidente do Congresso de Líderes Cristãos, escreveu que as congregações cristãs em todo o mundo estarão se dedicando à oração pela paz e segurança de Israel. “Haverá centenas de milhões de orações feitas”.

A comunidade global também reagiu rapidamente. As Nações Unidas e vários países enviaram condenações, destacando a imprudência da ação do regime iraniano e seu potencial para provocar uma escalada ainda maior.

De Paris, o governo francês enfatizou o risco do ataque para a estabilidade regional, um sentimento compartilhado pelas autoridades da Grã-Bretanha e da Alemanha.

Em uma resposta detalhada à agressão, o Contra-Almirante Daniel Hagari, de Israel, observou o sucesso estratégico de seus sistemas de defesa, que conseguiram neutralizar a maioria das ameaças fora das fronteiras de Israel, conforme relatado pela AP. “Um ataque em larga escala do Irã é uma grande escalada”, declarou Hagari durante uma coletiva de imprensa. Ele se absteve de delinear possíveis medidas de retaliação, mas confirmou as medidas defensivas em andamento.

Apoio dos EUA

Os EUA desempenharam um papel fundamental na situação atual, com Biden dirigindo o movimento de aeronaves e sistemas de defesa antimísseis para a região na semana passada. “Graças a esses deslocamentos e à extraordinária habilidade de nossos militares, ajudamos Israel a derrubar quase todos os drones e mísseis que se aproximavam”, declarou Biden.

Além disso, o secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, confirmou que as forças americanas interceptaram vários mísseis e UAVs em direção a Israel, lançados não apenas do Irã, mas também de locais no Iraque, Síria e Iêmen.

Apesar da alta taxa de interceptação, vários mísseis romperam as defesas israelenses, causando pequenos danos a uma base aérea e ferindo uma menina de 7 anos no sul de Israel. As forças armadas israelenses aumentaram seu estado de alerta, fechando o espaço aéreo e aconselhando os civis nas áreas ameaçadas a buscar abrigo.

Tensões no Oriente Médio

Israel e Irã têm visto uma escalada de tensões nos últimos meses, especialmente com o conflito em andamento envolvendo o Hamas em Gaza, que atraiu vários participantes regionais e estendeu o campo de batalha para o Líbano, Síria e até mesmo para o Iêmen.

O presidente do Irã, Ebrahim Raisi, disse que um ataque mais severo seria lançado se Israel ou seus aliados retaliassem, informou a Al Jazeera, uma agência governamental do Catar.

“Se o regime sionista [Israel] ou seus apoiadores demonstrarem comportamento imprudente, eles receberão uma resposta decisiva e muito mais forte”, disse Raisi em um comunicado no domingo.

O chefe militar do Irã, major-general Mohammad Bagheri, disse que o ataque iraniano a Israel “alcançou todos os seus objetivos e, em nossa opinião, a operação terminou e não pretendemos continuar”. Ele também alertou sobre um ataque “muito maior” se Israel contra-atacar Teerã.

Netanyahu: “Com a ajuda de Deus venceremos”

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, gravou um vídeo para se pronunciar sobre o ataque iraniano contra seu país. No pronunciamento, Netanyahu enviou uma mensagem aos cidadãos, confiante de que vencerão mais este inimigo.

“Estamos preparados para qualquer cenário, tanto defensivamente como ofensivamente. O Estado de Israel é forte. As Forças de Defesa de Israel são fortes. O povo é forte. Juntos resistiremos e, com a ajuda de Deus, juntos venceremos todos os nossos inimigos”, declarou.

Folha Gospel com informações de The Christian Post


Por: Folha Gospel
Fonte/URL: https://folhagospel.com/pastores-oram-por-israel-apos-ataque-de-drones-e-misseis-do-ira/

Artigos Relacionados

Justiça ordena transfusão de sangue em bebê sem autorização de pais Testemunhas de Jeová

Martelo e balança, símbolos da justiça A Justiça Estadual da Bahia autorizou...

Marcha para Jesus reuniu 20 mil pessoas em Paris: “A Europa será salva”

Marcha para Jesus em Paris. (Foto: Instagram/Jean-Luc Trachsel ministries) A Marcha para...

Ex-detento que se converteu na prisão leva centenas de pessoas a Jesus

Ex-detento Holy Gabbana (Foto: Reprodução/Instagram) Um ex-detento que cumpria pena por acusações...