Seja bem-vindo ao InfoCristão, o portal gospel da família brasileira!
quarta-feira , 29 maio 2024
Economia

Reformas pró-mercado na China poderiam adicionar US$ 3,5 tri à economia, diz FMI

Reformas pró-mercado na China poderiam adicionar US$ 3,5 tri à economia, diz FMI

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, afirmou que a China está prestes a enfrentar uma encruzilhada na condução da economia – confiar nas políticas que funcionaram no passado ou atualizá-las para uma nova era de crescimento de alta qualidade. A declaração foi feita no Fórum de Desenvolvimento da China, neste domingo (24).

Segundo Georgieva, um pacote abrangente de reformas pró-mercado poderia levar a China a um crescimento consideravelmente mais rápido em relação ao cenário atual. “Esse crescimento adicional representaria uma expansão de 20% da economia real nos próximos anos – em termos atuais, é como adicionar US$ 3,5 trilhões à economia chinesa”, ressaltou.

A diretora do FMI destacou que medidas para reduzir a quantidade de habitação inacabada no país e um maior espaço para correções baseadas no mercado imobiliário podem acelerar a solução dos entraves atuais do setor imobiliário e, assim, aumentar a confiança do consumidor e do investidor.

Continua depois da publicidade

Para um crescimento com qualidade, Georgieva destaca uma maior dependência do consumo doméstico. Ela ainda salientou a busca do país por oportunidades no big bang da Inteligência Artificial e destacou o potencial da China para a economia verde.

“Essa transição de altas taxas para um crescimento de alta qualidade é a encruzilhada certa a seguir, e a China está determinada a fazê-lo”, completou.

Aula Gratuita

Os Princípios da Riqueza

Thiago Godoy, o Papai Financeiro, desvenda os segredos dos maiores investidores do mundo nesta aula gratuita


Por: Estadão Conteúdo
Fonte/URL: https://www.infomoney.com.br/economia/reformas-pro-mercado-na-china-poderiam-adicionar-us-35-tri-a-economia-diz-fmi/

Artigos Relacionados

CEO do JPMorgan diz que não se pode descartar “pouso forçado” para economia dos EUA

Para Jamie Dimon, CEO e chairman do JPMorgan Chase, um “pouso forçado”...

Haddad rebate crítica à política econômica: “Fantasminha fazendo a cabeça de pessoas”

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), demonstrou irritação e incômodo com...

Bancos e empresas agrícolas têm potencial com normalização da economia argentina

Os setores bancário e agrícola estão entre os segmentos mais promissores para...