Seja bem-vindo ao InfoCristão, o portal gospel da família brasileira!
quinta-feira , 30 maio 2024
Destaques

Igrejas servem como abrigos para mais de 500 mil desalojados no RS

Igrejas servem como abrigos para mais de 500 mil desalojados no RS
Enchente em Rio Grande do Sul (foto: Marinha do Brasil)

As igrejas locais do sul do Brasil abriram suas portas para fornecer abrigo e ajuda aos moradores de áreas do sul do país que foram devastadas por enchentes catastróficas que tiraram a vida de pelo menos 136 pessoas e deixaram mais de 538.000 desalojados.

Trabalhando com seus parceiros no local, os grupos humanitários evangélicos sediados nos EUA Samaritan’s Purse e Operation Blessing’s International Disaster Relief Team também iniciaram operações de socorro.

A Operation Blessing montou três cozinhas para alimentar até 6.000 pessoas por dia. A equipe avançada da organização sem fins lucrativos, composta por membros de Virginia Beach, Honduras, Costa Rica, Porto Rico, El Salvador e Chile, chegou na quinta-feira a Novo Hamburgo, uma das áreas mais atingidas. Eles também estão preparando kits de higiene e materiais de limpeza que serão entregues aos abrigos temporários onde os moradores estão hospedados após evacuarem suas casas.

“A equipe da Operation Blessing International Disaster Relief esteve em alguns dos piores desastres de inundação do mundo, e o que estamos vendo agora no Brasil está entre os mais terríveis”, disse Jorge Pratts, gerente de implantação. “Avaliamos a inundação de barco e, em uma cidade, apenas os telhados de edifícios de vários andares são vistos acima da água. Os moradores ainda estão ilhados, especialmente aqueles com problemas de mobilidade. A água está altamente contaminada, há mosquitos com dengue e zika, e há previsão de muito mais chuva. O escopo desse desastre é enorme”.

A Samaritan’s Purse transportou por via aérea toneladas de suprimentos essenciais para o estado do Rio Grande do Sul, que foi devastado pelas enchentes catastróficas.

O avião de carga 757 da organização sem fins lucrativos partiu do Airlift Response Center, na Carolina do Norte, para entregar itens essenciais como sistemas de filtragem de água pessoal, kits de higiene, cobertores, luzes solares e 10 sistemas comunitários de filtragem de água capazes de fornecer água potável para até 10.000 pessoas por dia.

“Por favor, continuem orando por todos aqueles cujas vidas foram devastadas por essa inundação, já que chuvas ainda mais fortes estão a caminho”, disse o presidente da Samaritan’s Purse, Franklin Graham.

As enchentes, desencadeadas por fortes chuvas que começaram em 27 de abril, inundaram cidades, destruíram a infraestrutura e deixaram mais de 1,4 milhão de moradores sem eletricidade.

A Samaritan’s Purse também enviou uma Equipe de Resposta de Assistência a Desastres para Porto Alegre, a capital do estado, para coordenar uma resposta a desastres com as autoridades locais e redes de igrejas.

O Vatican News informou que o desastre, que afeta mais de 400 cidades, marca a pior crise climática do estado.

O Bispo Cleonir Paulo Dalbosco, de Bagé, descreveu os amplos esforços da comunidade, incluindo a coleta de alimentos e kits de higiene pelas igrejas, que agora estão servindo como centros de distribuição e abrigos.

Os comentários do bispo foram refletidos nas respostas locais em cidades como Bento Gonçalves, onde as enchentes foram particularmente destrutivas. O padre Leonardo Inácio Pereira, da Paróquia de São Pelegrino, em Caxias do Sul, falou sobre os esforços da comunidade para resgatar e atender aos desabrigados. “Estamos dando abrigo a um grupo de 25 idosos que viviam em uma casa de repouso”, disse ele.

Em Porto Alegre, Roselaine da Silva e seus três filhos, incluindo um com autismo, estão entre as 70.000 pessoas desabrigadas pelas enchentes. Eles encontraram refúgio em uma igreja evangélica, acompanhados por seus dois cães, informou a BBC. No entanto, Roselaine teve que deixar seus dois gatos em sua casa inundada no bairro de Sarandi.

Em seu quarto temporário na igreja, Roselaine, cercada por roupas doadas e outras famílias desabrigadas, encontra consolo na generosidade de estranhos que ofereceram abrigo às pessoas afetadas pelas enchentes, observou a BBC, acrescentando que a igreja evangélica na área norte da cidade serve como um centro de apoio crucial para dezenas de famílias como a de Roselaine, que estão abrigadas em seus corredores.

“Oferecemos quatro refeições por dia, chuveiros quentes, assistência médica e psicológica”, disse o pastor Dari Pereira. “Mas a demanda continua crescendo e ficamos sem espaço. Agora temos que realocar as pessoas para outros abrigos.”

O prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, foi forçado a impor um racionamento de água, com partes significativas da cidade, incluindo instalações de tratamento de água, severamente afetadas, informou a The Associated Press. A situação levou moradores como Maria Vitória Jorge a buscar acomodações mais seguras longe de seu apartamento inundado no centro da cidade, disse a agência de notícias.

Enquanto isso, o presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, juntamente com outras autoridades de alto escalão, visitou a região para avaliar os danos e coordenar os esforços federais de resposta. O presidente reconheceu o impacto agrícola, particularmente na produção de arroz, um alimento básico na dieta brasileira, indicando possíveis importações futuras para estabilizar o suprimento de alimentos.

O Papa Francisco também estendeu seu apoio, alocando 100.000 euros para ajudar as pessoas afetadas. A assistência financeira será gerenciada pela Conferência Episcopal Nacional da Região Sul 3 do Brasil, de acordo com o Vatican News.

Especialistas em saúde pública levantaram preocupações sobre possíveis surtos de doenças, com condições propícias para a dengue e a leptospirose. A crise em curso fez com que o estado enfrentasse a tarefa monumental de recuperação e reconstrução, um processo que deverá redefinir o planejamento urbano e a preparação para desastres na região.

Veja como ajudar

Em meio a um cenário de guerra, igrejas e organizações cristãs estão na linha de frente, abrigando famílias desabrigadas nos próprios templos, distribuindo refeições e realizando arrecadações.

As denominações que estão ajudando são:

𝗔𝘀𝘀𝗲𝗺𝗯𝗹𝗲𝗶𝗮 𝗱𝗲 𝗗𝗲𝘂𝘀 𝗱𝗲 𝗣𝗼𝗿𝘁𝗼 𝗔𝗹𝗲𝗴𝗿𝗲
PIX: [email protected]

𝗕𝗿𝗮𝘀𝗮 𝗖𝗵𝘂𝗿𝗰𝗵 𝗣𝗼𝗿𝘁𝗼 𝗔𝗹𝗲𝗴𝗿𝗲
PIX: [email protected]

𝗟𝗮𝗴𝗼𝗶𝗻𝗵𝗮 𝗣𝗼𝗿𝘁𝗼 𝗔𝗹𝗲𝗴𝗿𝗲 𝗜𝗽𝗶𝗿𝗮𝗻𝗴𝗮
PIX: [email protected]

𝗕𝗼𝗹𝗮 𝗱𝗲 𝗡𝗲𝘃𝗲 𝗣𝗼𝗿𝘁𝗼 𝗔𝗹𝗲𝗴𝗿𝗲
PIX: [email protected]

𝗜𝗴𝗿𝗲𝗷𝗮 𝗕𝗮𝘁𝗶𝘀𝘁𝗮 𝗠𝗼𝗻𝘁’𝘀𝗲𝗿𝗿𝗮𝘁 𝗣𝗼𝗿𝘁𝗼 𝗔𝗹𝗲𝗴𝗿𝗲
PIX: [email protected]

𝗣𝗮𝘇 𝗖𝗵𝘂𝗿𝗰𝗵 𝗣𝗼𝗿𝘁𝗼 𝗔𝗹𝗲𝗴𝗿𝗲
PIX: [email protected]

𝗜𝗴𝗿𝗲𝗷𝗮 𝗩𝗶𝗱𝗮𝘀 𝗥𝗲𝘀𝘁𝗮𝘂𝗿𝗮𝗱𝗮𝘀 𝗣𝗼𝗿𝘁𝗼 𝗔𝗹𝗲𝗴𝗿𝗲
PIX: 384466550001-60

𝗔𝘀𝘀𝗲𝗺𝗯𝗹𝗲𝗶𝗮 𝗱𝗲 𝗗𝗲𝘂𝘀 𝗱𝗲 𝗚𝘂𝗮í𝗯𝗮
PIX: [email protected]

𝗔𝘀𝘀𝗲𝗺𝗯𝗹𝗲𝗶𝗮 𝗱𝗲 𝗗𝗲𝘂𝘀 𝗱𝗲 𝗖𝗮𝗻𝗼𝗮𝘀
PIX para doações é: 90092305000163 (Colocar o descritivo Enchentes Doação).

𝗔𝘀𝘀𝗲𝗺𝗯𝗹𝗲𝗶𝗮 𝗱𝗲 𝗗𝗲𝘂𝘀 𝗱𝗲 𝗟𝗮𝗷𝗲𝗮𝗱𝗼
PIX: [email protected]

𝗠𝗶𝗻𝗶𝘀𝘁é𝗿𝗶𝗼 𝗘𝗻𝗴𝗲𝗹 𝗦𝗮𝗻𝘁𝗮 𝗠𝗮𝗿𝗶𝗮
PIX: 94445319000174

𝗔𝘀𝘀𝗲𝗺𝗯𝗹𝗲𝗶𝗮 𝗱𝗲 𝗗𝗲𝘂𝘀 𝗱𝗼 𝗥𝗶𝗼 𝗚𝗿𝗮𝗻𝗱𝗲 𝗱𝗼 𝗦𝘂𝗹
PIX: 51 996 386 617 (Banco Sicredi)

𝗖𝗼𝗻𝘃𝗲𝗻çã𝗼 𝗕𝗮𝘁𝗶𝘀𝘁𝗮 𝗱𝗼 𝗥𝗶𝗼 𝗚𝗿𝗮𝗻𝗱𝗲 𝗱𝗼 𝗦𝘂𝗹
PIX 92.986.256/0001-38 (Junta de Administração e Missões da Convenção Batista do Rio Grande do Sul). Acrescente 0,01 centavo para identificar o destino da doação.

𝗔𝗗𝗥𝗔 – 𝗔𝗴ê𝗻𝗰𝗶𝗮 𝗔𝗱𝘃𝗲𝗻𝘁𝗶𝘀𝘁𝗮 𝗱𝗲 𝗗𝗲𝘀𝗲𝗻𝘃𝗼𝗹𝘃𝗶𝗺𝗲𝗻𝘁𝗼 𝗲 𝗥𝗲𝗰𝘂𝗿𝘀𝗼𝘀 𝗔𝘀𝘀𝗶𝘀𝘁𝗲𝗻𝗰𝗶𝗮𝗶𝘀
PIX: [email protected]

𝗭𝗶𝗼𝗻 𝗖𝗵𝘂𝗿𝗰𝗵
PIX: [email protected]

𝗩𝗶𝘀ã𝗼 𝗠𝘂𝗻𝗱𝗶𝗮𝗹
PIX: [email protected]

Folha Gospel com informações de The Christian Post


Por: Folha Gospel
Fonte/URL: https://folhagospel.com/igrejas-servem-como-abrigos-para-mais-de-500-mil-desalojados-no-rs/

Artigos Relacionados

Justiça ordena transfusão de sangue em bebê sem autorização de pais Testemunhas de Jeová

Martelo e balança, símbolos da justiça A Justiça Estadual da Bahia autorizou...

Marcha para Jesus reuniu 20 mil pessoas em Paris: “A Europa será salva”

Marcha para Jesus em Paris. (Foto: Instagram/Jean-Luc Trachsel ministries) A Marcha para...

Ex-detento que se converteu na prisão leva centenas de pessoas a Jesus

Ex-detento Holy Gabbana (Foto: Reprodução/Instagram) Um ex-detento que cumpria pena por acusações...