Seja bem-vindo ao InfoCristão, o portal gospel da família brasileira!
segunda-feira , 20 maio 2024
Destaques

Guerra na Ucrânia: evangélicos enfrentam tortura e destruição de igrejas em áreas ocupadas pela Rússia

Guerra na Ucrânia: evangélicos enfrentam tortura e destruição de igrejas em áreas ocupadas pela Rússia
Bandeira da Ucrânia em frente a um prédio residencial destruído pela guerra da Rússia (Fotos: Canva com montagem de Folha Gospel)

Os cristãos na Ucrânia enfrentaram tortura, destruição das suas igrejas e outros horrores nas mãos das forças russas, de acordo com vários defensores da liberdade religiosa que apelaram aos líderes republicanos para tomarem conhecimento da sua situação.

Numa carta ao presidente da Câmara dos Representantes nos EUA, Mike Johnson, o Dr. Richard Land, antigo presidente da Comissão de Ética e Liberdade Religiosa, juntou-se a vários defensores para pedir a Johnson que se lembrasse dos cristãos perseguidos ao considerar os esforços para apoiar a Ucrânia.

De acordo com a carta, o governo russo prejudicou os cristãos ao torturá-los e remover à força pastores dos seus cargos. Acrescentam que os soldados russos têm como alvo pastores batistas reformados que acreditam não serem “pró-Rússia” e que suspeitam apoiarem o Ocidente. Land e os outros defensores da liberdade religiosa observaram na carta que não sobrou nenhuma igreja batista na cidade ucraniana de Melitopol.

“Desejamos a paz. Mas mais do que isso, desejamos uma paz baseada nos princípios da justiça”, afirma em parte a carta. “Nosso Deus é perfeitamente justo e autor da paz perfeita.”

“Apreciamos a sua liderança e oramos pela sua sabedoria e coragem ao considerar o apoio à Ucrânia”, concluiu o documento.

Steven Moore, que está na Ucrânia desde o início da guerra para entregar ajuda, alertou que o tratamento dado aos cristãos pelas mãos das forças russas é uma ameaça subnotificada.

Moore é o ex-chefe de gabinete do ex-deputado republicano Pete Roskam de Illinois e fundador do Ukraine Freedom Project, uma organização sem fins lucrativos que ele fundou depois que o presidente russo Vladimir Putin declarou guerra à Ucrânia em 2022. A organização forneceu mais de US$ 1 milhão em ajuda para as linhas de frente, incluindo suprimentos médicos, alimentos, geradores, bancos de energia e drones.

Durante uma entrevista, Moore disse que encontrou repetidamente cristãos ucranianos que lhe contaram histórias da sua perseguição nas mãos das forças russas. No processo de prestação de ajuda humanitária na Ucrânia, Moore acabou conhecendo um homem chamado Victor, um cristão que já serviu como pastor evangélico.

“Se você sabe alguma coisa sobre os cristãos evangélicos na Ucrânia, é que eles são muito abertos sobre a sua fé”, disse Moore.

Victor disse ao fundador da organização sem fins lucrativos que foi mantido em cativeiro por mais de 20 dias e torturado com tasers, que são armas de choque elétrico, durante um conflito armado entre a Rússia e a Ucrânia em 2014. Ele disse a Moore que durante sua tortura, um padre ortodoxo russo tentou expulsar os demônios que supostamente residia nele por ser evangélico.

Através de sua amizade com Victor, Moore começou a conhecer outros cristãos que enfrentavam perseguição. Outro amigo de Moore, Mark Sergeyev, é o pastor de jovens da Igreja Cristã Melitopol, que as forças russas fecharam em 2022. Na mesma cidade, os participantes da Igreja Batista Grace foram submetidos a impressões digitais depois que soldados russos com equipamento de combate completo interromperam um culto de adoração.

No verão passado, Moore disse que se concentrou em contar histórias de cristãos perseguidos em territórios ocupados pela Rússia a membros do Congresso e líderes de opinião republicanos. De setembro de 2023 a janeiro, Moore disse que visitou cerca de 100 escritórios do Congresso em Washington, DC, para discutir o tratamento dado pela Rússia aos cristãos.

“Os republicanos deveriam saber disso. Os republicanos evangélicos deveriam saber disso”, disse Moore. “Pessoas que adoram a Deus da maneira que o fazem estão sendo torturadas e assassinadas por causa de sua fé.”

De acordo com o antigo chefe de gabinete, muitas das pessoas com quem se encontrou disseram que os relatos pessoais eram “informações reveladoras” para eles, e muitos funcionários do Congresso chegaram mesmo a chorar. Moore disse que a perseguição aos cristãos na Rússia não está sendo suficientemente divulgada.

Uma das razões pelas quais Moore disse que muitos não ouviram essas histórias é o rígido controle de informações na Ucrânia. O fundador da organização sem fins lucrativos também culpou especialistas e comentaristas sociais como Tucker Carlson como outro fator que impede as pessoas de aprenderem sobre a situação dos cristãos nos territórios ocupados pela Rússia.

O ex-apresentador da Fox News enfrentou críticas e acusações de espalhar “propaganda russa” ao sugerir que o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky também está perseguindo cristãos na Ucrânia. Zelensky também recusou o pedido de entrevista de Carlson.

Moore afirma que a Ucrânia não está perseguindo os cristãos.

“Não é verdade”, disse Moore. “É uma narrativa russa, e o que essas pessoas estão fazendo é encobrir a verdade real de que os russos estão a reprimir centenas de milhares de cristãos evangélicos nos territórios ocupados.”

Desde o início da invasão da Ucrânia pela Rússia, o governo de Zelensky intensificou as suas ações contra as igrejas e líderes da Igreja ortodoxa Ucraniana (UOC), incluindo a prisão de 68 padres e do Metropolita Pavel.

Num artigo de opinião publicado na National Review em janeiro, Nina Shea, advogada de direitos humanos e diretora do Centro para a Liberdade Religiosa do grupo de reflexão conservador, com sede em Washington, o Instituto Hudson, afirmou que a estratégia da Ucrânia para reprimir o que considera que as instituições religiosas “armadas” podem ser extremas, mas são justificadas.

De acordo com Moore, muitos cristãos evangélicos dizem que a ocupação russa em curso é pior para eles agora do que quando viviam sob a União Soviética.

Folha Gospel com informações de The Christian Post


Por: Folha Gospel
Fonte/URL: https://folhagospel.com/guerra-na-ucrania-evangelicos-enfrentam-tortura-e-destruicao-de-igrejas-em-areas-ocupadas-pela-russia/

Artigos Relacionados

Igreja Bola de Neve é acusada de estelionato e exploração de trabalho voluntário

Thiago Santana, Márcio Bieda e Apóstolo Rina (Foto: Reprodução) Em uma live...

Influencer que associou tragédia gaúcha a religiões de matriz africana é denunciada pelo Ministério Público

Influencer Michele Dias Abreu (Imagem: Reprodução Facebook/Instagram O Ministério Público de Minas...

Dezenas de pessoas aceitam Jesus em meio à tragédia no RS

Pastor Lipão no abrigo. (Foto: Reprodução/Instagram/Filipe Duque Estrada) O pastor Filipe Duque...