Seja bem-vindo ao InfoCristão, o portal gospel da família brasileira!
quarta-feira , 29 maio 2024
Destaques

Estudo aponta como serão a Igreja e o mundo em 2050

Estudo aponta como serão a Igreja e o mundo em 2050
Pessoas caminhando na cidade (Foto: Canva Pro)

Um novo relatório detalhado que analisa a situação do mundo e as oportunidades para a missão cristã foi lançado cinco meses antes do 4º Congresso do Movimento Lausanne (L4), planejado para setembro em Seul, na Coreia do Sul.

“O cristianismo é uma fé dinâmica e viva que passou por mudanças globais notáveis nos últimos 100 anos”, diz o relatório, apontando para a realidade de que cerca de 70% de todos os cristãos estarão, até 2050, no chamado Sul Global, que inclui regiões populosas como Ásia, África e América Latina. Essa realidade torna indispensável a compreensão da natureza “policêntrica” da missão para o Congresso da L4, que vai reunir mais de 10 mil participantes de todo mundo, diz o movimento interdenominacional evangélico.

O relatório “State of the Great Commission” (Estado da Grande Comissão) procura responder a 10 perguntas para entender o futuro da missão. Algumas delas são: “Qual é o fundamento da confiança?”, “O que significa ser humano?” ou “O que é ministério em uma era digital?”

O documento analisa a ascensão social e religiosa da Ásia e da África e aborda a influência da política radical, do secularismo ou do Islã. Ele analisa como a propaganda e a mídia social afetam a compreensão da verdade e dos direitos humanos.

O relatório também examina as tendências globais em áreas como migração, pobreza, saúde mental, igualdade entre homens e mulheres e cuidado com a criação.

Igrejas, organizações missionárias e cristãos individuais precisam ser capazes de apresentar uma visão de mundo bíblica convincente em debates controversos sobre identidade (transgênero, transumanismo) e os limites da tecnologia (Inteligência Artificial, entre outros), diz o relatório.

Para estarmos equipados para o mundo que virá, argumenta o Movimento Lausanne, reflexões missionárias profundas precisam ser feitas por aqueles envolvidos em iniciativas cristãs como tradução da Bíblia, movimentos de discipulado, educação teológica e apoio financeiro para missões.

“Embaixadores saudáveis de Cristo se dispersando globalmente”

“Com raízes bíblicas, estruturas historicamente adaptáveis, apoio pesquisado e excelente treinamento, embaixadores saudáveis de Cristo podem e irão se dispersar globalmente”, dizem os autores. “Há maneiras eficazes de identificá-los, equipá-los e implantá-los, e há recursos para apoiá-los a obedecer ao chamado de Cristo”.

Mais de 150 especialistas em missões globais de vários cantos do mundo contribuíram para esse documento final, “sendo que 40% representam o sul global, 35% o norte global e 25% o leste global”, diz um comunicado.

Publicado pela primeira vez em inglês, o documento será traduzido para outros seis idiomas: Espanhol, português, francês, coreano, chinês e russo.

Leia o “Relatório sobre o Estado da Grande Missão” publicado pelo Movimento de Lausanne em 23 de abril de 2024 clicando aqui.

Folha Gospel com informações de Evangelical Focus


Por: Folha Gospel
Fonte/URL: https://folhagospel.com/estudo-aponta-como-serao-a-igreja-e-o-mundo-em-2050/

Artigos Relacionados

Marcha para Jesus reuniu 20 mil pessoas em Paris: “A Europa será salva”

Marcha para Jesus em Paris. (Foto: Instagram/Jean-Luc Trachsel ministries) A Marcha para...

Ex-detento que se converteu na prisão leva centenas de pessoas a Jesus

Ex-detento Holy Gabbana (Foto: Reprodução/Instagram) Um ex-detento que cumpria pena por acusações...

Rodolfo Abrantes denuncia abusos e manipulações na igreja Bola de Neve

Rodolfo Abrantes (Foto: revista Comunhão) Rodolfo Abrantes e sua esposa, Alexandra Abrantes,...