Seja bem-vindo ao InfoCristão, o portal gospel da família brasileira!
segunda-feira , 20 maio 2024
Brasil

Desfiles de blocos e escolas no Rio já geraram 466,2 toneladas de lixo

© Comlurb/Divulgação

O último dia de desfiles das escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro, no Sambódromo da Marquês de Sapucaí, resultou em 76,5 toneladas de lixo, recolhidas pelas equipes da Companhia Municipal de Limpeza Urbana do Rio (Comlurb). Somente na área interna da Passarela do Samba foram 55,5 toneladas. Desse volume, 49,8 toneladas eram de orgânicos e 5,7 toneladas de materiais potencialmente recicláveis. Já na área externa, as equipes recolheram 21 toneladas de resíduos.

De acordo com os números da Comlurb, desde a pré-limpeza da avenida dos desfiles, nos 2 dias que antecederam a abertura oficial, até hoje, a quantidade removida de resíduos atingiu 340,9 toneladas, sendo 315,7 toneladas de lixo orgânico e 25,2 toneladas de materiais potencialmente recicláveis.

Os desfiles na Avenida Ernani Cardoso, a chamada Nova Intendente, em Cascadura, na zona norte, geraram na noite deste ontem (20) 7,6 toneladas de resíduos, acumulando 21,8 toneladas de lixo desde domingo (19), o início da folia no novo palco do carnaval carioca, onde se apresentam as escolas das séries Prata, Bronze e Grupo de Avaliação.

Blocos

Nos blocos que se espalham nas ruas da cidade, desde o início do pré-carnaval, 4 de fevereiro, já foram removidas 466,2 toneladas de resíduos. Desse total, 84 toneladas nas agremiações desta segunda-feira. Os que geraram mais quantidade de lixo foram Sargento Pimenta (20,6 toneladas), no Aterro do Flamengo, e o Bloco Corre Atrás, do Leblon (18,6 toneladas). Ao todo são até 2.450 garis por dia nos blocos maiores. Para esses desfiles, foram disponibilizados até 1.000 contêineres de 240 litros e 700 caixas metálicas de 1.200 litros nas concentrações dos blocos.

Multas

Desde o dia 28 de janeiro, quando já havia algumas manifestações pré-carnavalescas na capital, as equipes do Programa Lixo Zero aplicaram 926 multas, sendo 269 por descarte inadequado de pequenos resíduos, no valor de R$ 273,09 cada, e 645 por pessoas urinando em via pública, R$ 748,21 cada, e outras 12 em artigos variados da Lei de Limpeza Urbana.

Neste carnaval, a Comlurb está atuando com até 3.657 garis por dia. Na limpeza interna do Sambódromo são até 889 garis diariamente com o apoio de 21 veículos, sendo 14 caminhões compactadores, quatro basculantes, dois minibasculantes e uma pipa d’água para lavagem da pista com água de reuso. A Comlurb ainda emprega na operação outros 34 equipamentos – 20 sopradores, 12 minivarredeiras e duas caixas compactadoras.

A Comlurb faz também o recolhimento dos materiais potencialmente recicláveis na Passarela do Samba, mas as latinhas ficam a cargo de uma cooperativa. A coleta seletiva é feita por 22 garis e outros 20 atuaram na limpeza dos sete postos de saúde da Marquês de Sapucaí.

Por Cristina Indio do Brasil – Repórter da Agência Brasil – Rio de Janeiro

Artigos Relacionados

Brasília comemora hoje 60 anos de fundação

Geral Aniversário de Brasília Publicado em 21/04/2020 – 07:00 Por Vítor Ribeiro...

Congresso aprova R$ 71 bi para o novo Bolsa Família

O Congresso Nacional aprovou, nesta quarta-feira (26), projeto que destina R$ 71...

Brasil queimou mais de 185 milhões de hectares de biomas em 38 anos

Em 38 anos, entre 1985 e 2022, o Brasil queimou mais de 185 milhões de...

Não Se Engane #01: desmentimos fakes sobre vacinas e ameaça a cristãos

Com o objetivo de verificar informações virais e trazer informações corretas relacionadas...