Conteúdo Cristão, Notícias, Estudos, Meditações, Vídeos e Muito Mais!

Romeu Zema veta projeto que impede o funcionamento da Buser em MG

70

Buser – Imagem: Reprodução

O Governador de Minas Gerais, Romeu Zema (NOVO), anunciou que vai vetar o projeto de lei 1.155/15, que define se a Buser pode continuar atuando no Estado de Minas.

De autoria do deputado Alencar da Silveira Jr. (PDT), o PL visava regulamentar o fretamento de veículos para o transporte intermunicipal de passageiros no Estado.

A assessoria do secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade de Minas Gerais, Fernando Marcato, havia confirmado o veto de Zema ao jornal O TEMPO. Segundo a assessoria, o governador deve fazer um pronunciamento ainda nesta sexta para falar a respeito.

No fim da manhã desta sexta (24), Romeu Zema, através das redes sociais, afirmou que vai vetar o projeto: “O Projeto de Lei 1155/2015, aprovado na Assembleia Legislativa, será vetado pra garantir aos mineiros o direito de escolher o serviço de transporte rodoviário intermunicipal que melhor lhe convêm”, escreveu o governador.

O Projeto de Lei 1155/2015, aprovado na Assembleia Legislativa, será vetado pra garantir aos mineiros o direito de escolher o serviço de transporte rodoviário intermunicipal que melhor lhe convêm.

— Romeu Zema (@RomeuZema) September 24, 2021

Os empregos gerados pelas empresas concessionárias são importantes e estaremos sempre abertos ao diálogo. Porém, a evolução dos serviços é essencial para acompanhar a modernização e melhora do atendimento.

— Romeu Zema (@RomeuZema) September 24, 2021

Esta sexta-feira (24/09), é o último dia para o governador se manifestar sobre o projeto de lei que tem sido motivo de muita polêmica. A proposta, aprovada pela Assembleia Legislativa de Minas, regulamenta o transporte por ônibus fretado.

No entanto, a questão é que as novas regras dificultariam o funcionamento da Buser, que começou a operar há 3 anos, e tem oferecido viagens intermunicipais bem mais baratas frente aos valores cobrados por empresas de ônibus, que têm a concessão do Estado.

O projeto prevê, por exemplo, adoção do circuito fechado, que é a viagem de ida e volta com o mesmo grupo de passageiros; exige o envio de lista com nomes de passageiros com seis horas de antecedência e define que viagens não podem ter regularidade de dias, horários ou itinerários.

A leitura da cúpula do executivo é que o projeto não restringe apenas a atuação da Buser, mas do setor de transporte fretado como um todo. E por isso, explicaram um dos motivos para o veto de Romeu Zema.

Aplicativo de ônibusBuserMinas GeraisRomeu Zema

Escrito Por

Editor-chefe do Portal do Trono. Cristão, jornalista e empreendedor de BH/MG. Amante da arte, comunicação e jornalismo. Pronto para servir o povo cristão com excelência.










Fonte: Portal do Trono
Referência: https://portaldotrono.com/buser-romeu-zema-veta-projeto-minas-gerais/

Comentários
Carregando...

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy