Conteúdo Cristão, Notícias, Estudos, Meditações, Vídeos e Muito Mais!

Igreja Presbiteriana de Curitiba deve receber refugiados do Afeganistão

72
Igreja Presbiteriana de Curitiba

A Igreja Presbiteriana de Curitiba vai receber, até o final de 2021, 92 refugiados do Afeganistão. De acordo com o reverendo Luiz Renato Maia, são dez famílias que sofreram perseguição religiosa após o Talibã tomar o poder do país. As informações foram confirmadas pelo portal G1 do Pananá.

Segundo o reverendo Maia, as famílias estão em países vizinhos do Afeganistão regularizando documentos para poderem vir para o Brasil. “São cristãos perseguidos, ex-muçulmanos convertidos, que foram obrigados a se retirarem às pressas do país”, afirmou.

Assim que chegarem a Curitiba e região, as famílias passam quatro meses recebendo auxílio da igreja, com moradia, roupas, aulas de português e orientação para emissão de documentos, como carteira de trabalho.

Depois deste período, segundo apurou o G1, as famílias podem ser encaminhadas para outras cidades do Brasil, onde possam reconstruir a vida. “Daí elas recebem mais um ano de apoio, com orientação para inserção no mercado de trabalho”, disse.

A Igreja Presbiteriana de Curitiba já colaborou com a causa dos refugiados em outras ocasiões. Neste momento de preparação para receber os quase 100 refugiados a comunidade realiza campanhas de arrecadação de doações para financiar toda operação.

A igreja explica que as doações são para famílias. “Já recebemos iraquianos e sírios em outras situações. São pessoas que chegam apenas com a roupa do corpo”, afirmou o reverendo. As doações de roupas, calçados e produtos de higiene podem ser feitas na sede da igreja, na rua Comendador Araújo, 343, no Centro de Curitiba.

Fonte: Comunhão com informações de G1



Fonte: Folha Gospel
Referência: https://folhagospel.com/igreja-presbiteriana-de-curitiba-deve-receber-refugiados-do-afeganistao/

Comentários
Carregando...

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy