Seja bem-vindo ao InfoCristão, o portal gospel da família brasileira!
sexta-feira , 12 julho 2024
Destaques

Igreja Bola de Neve é acusada de estelionato e exploração de trabalho voluntário

Igreja Bola de Neve é acusada de estelionato e exploração de trabalho voluntário
Thiago Santana, Márcio Bieda e Apóstolo Rina (Foto: Reprodução)

Em uma live no Instagram que já recebeu centenas de comentários, os empresários Márcio Bieda e Thiago Santana fizeram graves denúncias contra a Igreja Bola de Neve e seu fundador, o apóstolo Rina. A transmissão ao vivo expôs alegações de estelionato e má gestão de doações feitas por fiéis.

Márcio Bieda iniciou a live revelando que um instituto de Balneário Camboriú, que supostamente deveria ajudar mulheres carentes com empreendedorismo, foi transformado em um salão de beleza de luxo. “Recebi várias denúncias de pessoas falando que doaram para um instituto que seria um instituto de mulheres empreendedoras para ajudar mulheres carentes com empreendedorismo e profissionalismo. Vamos ver o que virou esse instituto”, disse Bieda. Segundo ele, o local agora funciona como um salão de alto padrão, sem qualquer vínculo com atividades sociais.

A denúncia foi originalmente publicada no site Fuxico Gospel.

Bieda destacou que as doações foram feitas sob falsas premissas. “As pessoas que doaram R$15.000, R$10.000, R$5.000 começaram a nos procurar e denunciar que tinham sido enganadas pelos pastores”, afirmou Márcio. Ele também desafiou o pastor Natanael, líder local da Igreja Bola de Neve, a processá-los, argumentando que o pastor teria que processar vários membros da igreja que doaram para o suposto instituto social.

A live prosseguiu com Bieda lendo documentos que comprovam as irregularidades, apontando que a razão social do salão de luxo é Rafaela Nunes Paixão, filha do pastor Natanael. “Rafaela Nunes Paixão é a filha do pastor do Bola de Neve de Camboriú que levantou dinheiro e doações para fazer uma obra social”, revelou Bieda.

As acusações também se estenderam a outras práticas dentro da igreja. Bieda e Santana alegaram que há uma cantina na igreja onde os voluntários trabalham sem remuneração, beneficiando financeiramente os líderes da igreja. “As pessoas trabalham nos comércios da igreja e não sabem que os comércios remuneram na verdade os líderes”, disse Santana.

Márcio Bieda criticou a exploração dos membros da igreja, afirmando que isso configura crime de estelionato e exploração de trabalho voluntário. “Isso aqui é estelionato, isso aqui é um crime de estelionato”, declarou Bieda. Ele também mencionou que muitos membros se sentem pressionados a doar e trabalhar gratuitamente sob o pretexto de “priorizar o reino de Deus”.

A live terminou com um apelo aos líderes da igreja e ao apóstolo Rina, fundador da Igreja Bola de Neve. Bieda e Santana pediram um posicionamento claro sobre as denúncias e avisaram que continuarão pressionando até obter respostas. “Queremos ouvir o posicionamento do Rina sobre isso. Nós queremos ouvir do dono desse ministério, dessa igreja”, concluiu Bieda.

Assista:

Fonte: Fuxico Gospel


Por: Folha Gospel
Fonte/URL: https://folhagospel.com/igreja-bola-de-neve-e-acusada-de-estelionato-e-exploracao-de-trabalho-voluntario/

Artigos Relacionados

Leitura diária da Bíblia está relacionada a felicidade e saúde mental entre a Geração Z

Pessoas com as mãos postas orando e uma Bíblia (ilustração) De acordo...

Benny Hinn volta a falar em dinheiro, cinco anos após renunciar ao evangelho da prosperidade

Benny Hinn durante entrevista com Stephen Strang, apresentador do The Strang Report....

Livro “Ela à Imagem dele”: Francine Walsh discorre sobre temas femininos sensíveis dentro e fora da igreja 

Escritora e psicoterapeuta Francine Walsh. Foto: Divulgação. A psicopedagoga Francine Walsh explora...

O STF e a Liberdade de Expressão Religiosa no País

Fachada do palácio do Supremo Tribunal Federal (STF) O CEDIRE – Centro...